top of page

SETOR FLORESTAL GERA R$ 11,97 BILHÕES POR ANO NO ES

O Centro de Desenvolvimento do Agronegócio – CEDAGRO do estado do Espírito Santo, acaba de publicar um levantamento intitulado “O Setor de Base Florestal do Estado do Espírito Santo”. O documento faz um apanhado geral de dados de 2021, que demonstram a importância e o impacto da atividade no estado.


A grande maioria das árvores plantadas para fins comerciais no Espírito Santo são do gênero eucalipto: 264.298 hectares; de um total de 280.026 hectares. Seringueiras representam uma área de 12.579 hectares; enquanto pinus, 1.823 hectares. A indústria capixaba consumiu 13.363.906 metros cúbicos de madeira plantada em 2021. O segmento de celulose utilizou 63,36% deste total, ou 8.467.278 m3. Depois vêm siderurgia, com 1.488.000 m3 em forma de carvão para produção de ferro gusa; e outros 1.305.046 m3 em forma de madeira e carvão vegetal para geração de calor.


Ainda de acordo com o documento, o setor de base florestal representa 7,89% (R$ 11,97 bilhões/ano) do PIB capixaba e 26,3% do PIB do agronegócio no estado. Com relação às exportações, os produtos oriundos de florestas plantadas representam quase 50% dos produtos do agro que saem do estado com destino a outros países.


O estudo serviu de base para proposta de elaboração de um plano de desenvolvimento florestal para o estado do Espírito Santo. Nela estão descritas as ações necessárias e estratégias para superação dos desafios e diferentes atribuições para instituições, empresas públicas e privadas, organizações não governamentais e representações do setor que compõe a cadeia produtiva florestal.



Comments


bottom of page