top of page

PREÇO DO PELLET DE MADEIRA DISPARA NA EUROPA

Com a proximidade do inverno europeu e a instabilidade russa para o fornecimento de gás natural, cresceu a busca por outras fontes de energia em todo o continente. Muito utilizando no aquecimento de residências, os pellets de madeira são uma alternativa de menor impacto ambiental.


O problema está no preço médio do produto, que em Portugal, por exemplo, já aumentou 150% nos últimos seis meses. Se no início do ano um saco de 15 quilos custava cerca de 4 euros, atualmente paga-se entre 8,99 e 10,99 euros.


Na Espanha, o preço subiu 67% desde o outono do ano passado. Para conter a alta da energia, o governo espanhol anunciou diminuição de imposto (IVA) de 23% para 5% em produtos como pellets, lenha ou outros utilizados para aquecimento.

O Reino Unido, onde 40% do consumo de pellets com certificação ENPlus eram provenientes da Rússia e da Bielorrússia, suspendeu temporariamente a exigência do selo. Já na Alemanha, os preços da lenha e dos pellets de madeira subiram 85,7% em agosto, em comparação com o mesmo mês do ano anterior.



تعليقات


bottom of page