top of page

EQUIDADE DE GÊNERO NO SETOR FLORESTAL FOI TEMA EM ASSEMBLEIA GERAL DO FSC

Os trabalhos desenvolvidos pela Rede Mulher Florestal para promover a equidade de gênero serviram de vitrine em painel da Assembleia Geral do Forest Stewardship Council (FSC). O evento que discute as diretrizes de certificação e padronização do manejo florestal ocorreu em Bali, na Indonésia, durante o mês de outubro.


No evento paralelo, “Integrando Diversidade e Gênero no FSC”, a Rede Mulher Florestal foi apresentada como um dos cases mundiais de sucesso no esforço de integrar gênero à prática do manejo florestal. Anakarina Pérez Oropeza, Conselheira Estratégica e Líder de Advocacy Global do FSC International, aproveitou a oportunidade para apresentar a recém-lançada Estratégia de Diversidade e Gênero do FSC com diretrizes da entidade para ampliar a diversidade nos negócios.


Houve também destaque para a presença de Fernanda Rodrigues, conselheira diretora da Rede Mulher Florestal e coordenadora executiva nacional do Diálogo Florestal, entre as pessoas convidadas do principal painel da Assembleia Geral. A discussão trouxe elementos para que o FSC oriente sua atuação rumo ao alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e da Agenda 2030.


A Rede Mulher Florestal é membro desde 2019 da Câmara Social – uma das três Câmaras com poder decisório dentro do FSC, ao lado das câmaras Econômica e Ambiental – e participa do Comitê de Desenvolvimento de Padrões do FSC Brasil.


Crédito: FSC


bottom of page