top of page

ARCELORMITTAL PROJETA AMPLIAR CONSUMO DE ENERGIA RENOVÁVEL

A ArcelorMittal concluiu no primeiro trimestre do ano, a aquisição da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), uma operação que totalizou cerca de US$ 2,2 bilhões. A CSP é uma operação de classe mundial e produz placas de alta qualidade a um custo globalmente competitivo. Localizada no estado do Ceará, opera um alto-forno com capacidade de 3 milhões de toneladas, tendo acesso ao Porto de Pecém via correias transportadoras, um porto de águas profundas de grande escala, localizado a 10 quilômetros da usina.

CEO da ArcelorMittal, Aditya Mittal, explicou a estratégia da companhia. “Nos permite atender o crescimento da demanda de aço, através da adição de capacidade de produção de placas de alta qualidade e competitivas em custo, provendo oportunidade de vender tanto dentro do nosso próprio grupo quanto para os mercados da América do Norte e do Sul. A longo prazo, também temos a opção de aumentar sua capacidade e adicionar instalações de acabamento, enquanto há um caminho claro para descarbonizar o ativo, tendo em vista os investimentos em energia renovável que estão sendo feitos no estado do Ceará.” Em 2022, 12% do total da energia consumida pela companhia foi gerada com carvão vegetal de florestas plantadas.


Desde 2011, o carvão vegetal que também é utilizado como matéria-prima na produção de aços, é produzido nas florestas do grupo. A iniciativa visa garantir o fornecimento regular do insumo como diferencial competitivo na produção de ferro-gusa, com excelência operacional, de forma segura, inovadora e sustentável, com foco na descarbonização do aço.


Commentaires


bottom of page